Papa Francisco autoriza beatificação de mártir brasileira

Benigna Cardoso da Silva nasceu em 15 de outubro de 1928, em Santana do Cariri (CE). Em 24 de outubro de 1941, aos 13 anos, foi assassinada, após se recusar a ter relações sexuais com um adolescente.

 

Segundo consta, a menina saiu de cassa para buscar água a poucos metros de sua casa, como costumava fazer. Porém, foi abordada por Raul Alves, que a golpeou com um facão depois que ela resistiu a suas tentativas de ter relação sexual.

 

Na época do assassinato, conforme conta Vatican News, Pe. Cristiano Coelho Rodrigues, que fora mentor espiritual da jovem, escreveu a seguinte nota ao lado do registro de batismo de Benigna: “Morreu martirizada, às 4 horas da tarde, no dia 24 de outubro de 1941, no sitio Oiti. Heroína da Castidade, que sua santa alma converta a freguesia e sirva de proteção às crianças e às famílias da Paróquia. São os votos que faço à nossa santinha”.

 

Desde então, vem aumentando a devoção à menina. Em 2004, teve início a Romaria da Menina Benigna, que acontece de 15 a 24 de outubro e entrou para o calendário oficial do Estado do Ceará em junho deste ano.

 

O Bispo da Diocese do Crato (CE), Dom Gilberto Pastana, fez o anúncio da autorização da beatificação de Benigna na manha desta quinta-feira, através da Rádio Educadora do Cariri. “Alegremo-nos todos, toquemos os sinos de nossas igrejas, clamemos ao Senhor essa vibrante alegria, não somente para a Diocese de Crato, mas para todo o Ceará e o Brasil”, disse.

 

Segundo a Diocese cearense, será celebrada uma Missa em 21 de outubro, às 17h, na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato, “em louvor a tão grande acontecimento”.

 

Em declarações ao site ‘O Povo’, o pároco de Santana do Cariri, Pe. Paulo Lemos destacou que a beatificação de Benigna é muito importante “porque a Igreja nos chancela. Está confirmando que, de fato, aqui viveu uma santa de Deus e ela poderá ser elevada à honra dos altares”.

 

 

Novos Beatos e Servos de Deus

Além da beatificação de Benigna Cardoso da Silva, o Papa Francisco também autorizou a promulgação dos Decretos concernentes a outros 4 novos Beatos e o reconhecimento das virtudes heroicas de 3 novos Servos de Deus. São eles:

 

- O milagre atribuído à intercessão do Cardeal Stefan Wyszyński, Arcebispo Metropolitano de Gniezno e Varsóvia, Primaz da Polônia; nascido em Zuzela, em 3 de agosto de 1901, e falecido em 28 de maio de 1981, em Varsóvia.

 

- O milagre atribuído à intercessão de Francesco Mottola, italiano, Sacerdote diocesano, Fundador do Instituto Secular das Oblatas do Sagrado Coração; nascido em Trope (Itália), em 3 de janeiro de 1901, e falecido no mesmo local, em 29 de junho de 1969.

 

- O milagre atribuído à intercessão da Alessandra Sabattini, italiana, leiga; nascida em Riccione (Itália), e falecida em 2 de maio de 1984, em Bolonha (Itália).

 

- O martírio do Servo de Deus Juan Roig y Diggle, espanhol, leigo; nascido em 12 de maio de 1917, em Barcelona (Espanha), e morto na noite entre 11 e 12 de setembro de 1936, em Gramanet.

 

- As virtudes heroicas do Servo de Deus Augusto Cesare Bertazzoni, Arcebispo titular de Temuniana, ex-Bispo de Potenza e Marsico; nascido em 10 de janeiro de 1876, em Polesine di Pegognaga (Itália), e falecido em 30 de agosto de 1972, em Potenza (Itália).

 

- As virtudes heroicas do Servo de Deus Jean Louis Querbes, Sacerdote, fundador da Congregação dos Clérigos Paroquiais ou Catequistas de São Viatore; nascido em 21 de agosto de 1793, em Lyon (França), e falecido em 1º de setembro de 1859, em Vourles (França).

 

- As virtudes heroicas da Serva de Deus Maria Francisco do Menino Jesus (nascida Maria Natividad Sánchez Villoria), religiosa professa da Ordem de Santa Clara; nascida em Fuenteguinaldo (Espanha), em 25 de dezembro de 1905, e falecida em 28 de fevereiro de 1991, em Salamanca (Espanha).


Fonte: ACI Digital

 
Indique a um amigo