IV JORNADA DA JUVENTUDE FRANCISCANA CONVENTUAL

Eremitério Franciscano

Dos dias 20 à 23 de Junho de 2019, houve a quarta edição da Jornada da Juventude Franciscana Conventual na Casa Kolbe em Caçapava (SP). Participaram por volta de 57 jovens, sendo a maioria provenientes das paróquias administradas pelos Frades Menores Conventuais em Caçapava, São Bernardo do Campo, Santo André e Curitiba (PR), e como novidade este ano contamos com presenças da Custódia Provincial Imaculada Conceição dos Frades Menores Conventuais do Rio de Janeiro (RJ) na pessoa do Frei Willian, que trouxe consigo quatro jovens, e também, três jovens da Paróquia Bom Jesus das Oliveiras, da Diocese de São Miguel Paulista em São Paulo (SP).


Nesta edição da Jornada foi trabalhado  o tema do eremitério franciscano, a partir da Regra para os Eremitérios deixada por São Francisco de Assis aos frades e está presente nas fontes franciscanas. Neste dias, os jovens divididos em fraternidades tiveram a experiência de um eremitério, vivendo a vida de trabalho e oração contemplada na programação da jornada. 


QUINTA-FEIRA 20/06 - Neste dia após o almoço, foi apresentado a proposta da jornada deste ano, os jovens foram divididos em fraternidades, cada fraternidade foi escolhido um guardião ou guardiã e também um assistente espiritual que eram representados pelos frades ali presentes, após cada fraternidade eleger o seu guardião ou guardiã, os jovens se prepararam para a tradicional celebração de Corpus Christi em Caçapava, que conta com mais de 3km de tapete para a procissão que cruza o centro da cidade, e recebe mais de 12 mil pessoas para a solene celebração. “Ver aqueles tapetes gigantes, fazer toda essa procissão para mim é uma experiência única pois na minha paróquia não temos o costume de fazer grandes tapetes disse Fernanda, que participou pela primeira vez da jornada. Após a missa os jovens voltaram a casa Kolbe onde fizeram a partilha do dia, os frades também deram a notícia de que o café da manhã seria preparado por uma das fraternidades, e depois foi proposto uma dinâmica de cuidado, cada jovem sorteou um nome de outra pessoa presente para ser “mãe”, não podendo compartilhar  informação de quem seria seu filho com ninguém, e só após o término da jornada foi revelado as mães e filhos.



SEXTA-FEIRA 21/06 O dia iniciou-se com a missa presidida pelo Frei Alexandre Patucci, logo depois do café da manhã os jovens foram para a sala de formação, onde o Frei Alexandre falou sobre Marta e Maria, passagem do Evangelho de Lucas 10,38-42. Frei Alexandre falou sobre as dimensões do trabalhar e orar, sobre o cuidar/ trabalhar de Marta e o orar/ ficar com o Senhor, de Maria. Após a formação, frei Flávio contou uma novidade aos jovens, que as fraternidades que iriam cozinhar para as outras, e além disso preparar o modo de servir, depois os jovens ficaram em deserto e reflexão individual para depois cada fraternidade discutir o tema e sobre o que pensou.  Na parte da parte, Frei Flávio deu formação sobre a regra para os Eremitérios deixada por São Francisco de Assis aos frades e está presente nas fontes franciscanas. Em sua reflexão explicou a regra onde São Francisco diz que os frades que desejam viver como eremitas devem ser como Marta e Maria, e devem eleger as “mães”, toda a sua fala completou o que o Frei Alexandre tinha dito pela manhã. Os jovens tiveram outro momento de reflexão pessoal e em grupo, a noite uma das fraternidades preparou uma via-sacra franciscana, e os frades atenderam confissões pessoais durante as orações.


SÁBADO 22/06 - O sábado também iniciou com a missa, presidida por Frei Willian, após a missa e o café da manhã as fraternidades foram enviadas a peregrinação pela cidade de Caçapava (SP) cada fraternidade seguiu um percurso que deu por volta de 10 km entre ida e volta, durante a tarde após o almoço tiveram workshops com Frei Willian, Frei Flávio, Frei Jean, Frei Reinaldo e Frei Antônio, depois se reuniram para se prepararem para a noite fraterna, combinaram peças teatrais e poesias. 


NOITE FRATERNA - Este momento de fraternidade foi repleto de alegria, jovens apresentaram pequenas peças teatrais e poesias de acordo com o tema da jornada. Além das apresentações contamos com o Miss Santa Clara e o Mister São Francisco. Depois de todo momento, tiveram partilha do dia, oração e foram descansar.



DOMINGO -  Último dia de Jornada iniciou com a oração do terço mariano, logo após o café da manhã os grupos se reuniram para fazer a avaliação, depois reunidos na sala de formação as “mães” revelaram quem eram seus “filhos”, um momento de surpresas e de muita fraternidade. Como encerramento tiveram a missa presidida por frei Jean e concelebrada por Frei Willian e Frei Flávio.



A EXPERIÊNCIA DE COZINHAR - Nesta Jornada o que mais chamou atenção foi a dinâmica de colocar as fraternidades dos jovens para trabalhar na cozinha, guiado pelo Frei Jean que ganhou o título de Master Frade Chef, cada refeição era preparada a seu comando, e todas vinham acompanhadas de reflexões relacionadas a refeições, ao servir e etc. Cada fraternidade escolhia a forma de servir os irmãos, e cada uma proporcionou as fraternidades momentos especiais durante as refeições.  Este sem dúvidas foi um dos pontos que mais marcaram os jovens, o de cozinhar, de cuidar e de serem cuidados pelos seus irmãos. Teve refeições com as mesas dispostas em formato de cruz de São Damião, sentados no colchão e a luz de velas, almoços junto a natureza com música, mesas formando um coração, entre outros. Foi uma refeição mais especial do que a outra.



AS FRATERNIDADES-   Os jovens foram divididos em grupos, esses grupos foram chamados de fraternidades e cada uma recebeu o nome de um frade ou santo ligado à ordem franciscana. Essas fraternidades se reuniam para partilha, trabalhos manuais (cozinhar, limpar), peregrinações, missões e tarefas (como de preparar missa, orações e etc.)


SOBRE A JORNADA FRANCISCANA- A jornada nasce a partir da participação de Frei Flávio Venâncio, na experiência do Giovanni Verso Assisi (Jovens vão a Assis) de 2015, realizado em Assis na Itália com jovens do mundo inteiro com o objetivo de vivenciar a espiritualidade franciscana através de formações e de ações com a juventude. A partir desse trabalho também surge a Missão Jovem Franciscana Conventual que acontece no mês de janeiro e outros encontros com toda Juventude.






Vejam as fotos em nosso Facebook:


 

 
Indique a um amigo