Igreja no México incentiva a não entrar em pânico por causa da epidemia de coronavírus

Em coletiva de imprensa, em 2 de fevereiro, Dom Cabrera López assinalou que “não é bom entrar em pânico. Estaremos pendentes do que digam as autoridades e todos devemos cuidar de nossa saúde”.

 

A variedade de coronavírus denominada “2019 Novel Coronavirus (2019-nCoV)” é uma epidemia internacional que teria surgido na região de Wuhan (China).

 

Segundo o relatório de 3 de fevereiro da Secretaria de Saúde do Governo do México, no país “não foram confirmados casos positivos de doença por 2019-nCoV”.

 

"Em 3 de fevereiro de 2020, em nível mundial foram informados 17.391 casos confirmados (2.828 casos novos) de 2019-nCoV e 362 mortes (52 novas mortes)”, assinalou a Secretaria de Saúde.

 

Dos casos relatados, 153 foram registrados fora da China. Entre esses casos, houve uma morte.

 

Recentemente, foi registrado um caso confirmado de uma pessoa que passou pela Cidade do México antes de continuar uma viagem internacional. A Secretaria de Saúde indicou que “nenhum de seus contatos apresentou sintomas de doença 13 dias após a exposição. Completaram-se 14 dias de acompanhamento”.

 

O presidente da CEM encorajou os fiéis "a ficarem atentos à nossa saúde" e disse que em sua Arquidiocese avaliarão se colocarão em prática algumas medidas preventivas nas igrejas.

 

O Prelado convidou os fiéis a "pedirem muito a Deus", porque o coronavírus "é um risco para a humanidade".

 

O Arcebispo de Monterrey assinalou que, "assim que as autoridades de saúde nos disserem que há um risco, agiremos imediatamente", com medidas como dar a Comunhão na mão, usar produtos de limpeza das mãos e a limpeza dos bancos nas igrejas.

 

Os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) afirmam que "atualmente não existem vacinas para prevenir a infecção pelo 2019-nCoV", então "a melhor maneira de prevenir a infecção é evitar estar exposto a esse vírus".

 

Entre as recomendações feitas pelo CDC para evitar a infecção por coronavírus estão:

 

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, principalmente depois de usar o banheiro; antes de comer; e depois de assoar o nariz, tossir ou espirrar.

 

- Se água e sabão não estiverem disponíveis com facilidade, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool com pelo menos 60% de álcool. Sempre lavar as mãos com água e sabão se as mãos estiverem visivelmente sujas.

 

- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

 

- Evitar contato próximo com pessoas que estão doentes.

 

- Ficar em casa quando estiver doente.

 

- Cobrir-se com um lenço de papel quando tossir ou espirrar e depois jogar o papel no lixo.

 

- Limpar e desinfetar com frequência os objetos e superfícies tocados, usando um spray ou toalhinha de limpeza regular.

 

Fonte: ACI Digital

 
Indique a um amigo