Assembleia Geral: Missa desta sexta-feira foi dedicada aos bispos eméritos

Nesta sexta-feira, a santa missa no Santuário Nacional de Aparecida que dá início aos trabalhos da 57ª Assembleia Geral da CNBB foi dedicada aos

bispos eméritos. A celebração foi presidida pelo bispo emérito da diocese de Mogi das Cruzes (SP), dom Paulo Mascarenhas Roxo.

Os bispos eméritos também se dirigirão aos bispos da Assembleia com uma comunicação na segunda seção da manhã desta sexta-feira.

Em sua homilia, o bispo destacou que, com a insistência do Papa Francisco na dimensão sinodal, Algum dia os eméritos possam participar de atividades do colégio episcopal, das quais hoje não participam.

Dom Paulo destacou que “ficar com o Senhor” é intensamente vivido no momento mais alto da vida do bispo emérito, na celebração Eucarística.

“Sem pressa, envolvendo-se no mistério do Senhor que se abre e se entrega ao Pai em nosso favor”. E concluiu: “ficando com o Senhor em grande intimidade, o bispo emérito, longe de se entristecer, desanimar, sentir-se velho, bebe na fonte da paz, da esperança, da alegria e da juventude do Senhor”.

Atualmente existem hoje na Igreja do Brasil, 138 bispos eméritos. Destes, 87 participam da 57ª Assembleia Geral da CNBB

O arcebispo emérito de Manaus AM, dom Luiz vieira, falou sobre a realidade e os desafios dos bispos eméritos no Brasil. Acompanhe no vídeo: 






 
Indique a um amigo