202º Capitulo Geral, OFMCONV | Novos textos aprovados!

Hoje foi a comemoração litúrgica dos Santos Mártires de Uganda, Charles Lwanga e Companheiros. A missa de hoje foi presidida por Frei Franco Buonamano, Ministro provincial da Província italiana de São Francisco de Assis (centro da Itália).


Felicitações foram expressas à Delegação de inspetoria em Uganda e ao recém-eleito Secretário Geral, Frei Tomasz Szymczak, no 13º aniversário de seu sacerdócio.
O trabalho do Capítulo foi retomado com o Frei Jerzy Norel, da Província de São Maximiliano M. Kolbe, na Polônia (Gdańsk), apresentando a Moção Nº 2. Nele, o Capítulo Geral pediu ao Governo da Ordem que continuasse o “St. Projeto Bonaventure ”, que é formar e preparar novos formadores e animadores, para nossos centros de formação e para cursos de formação permanente promovidos pelas Federações e pela Ordem. Também pediu a colaboração entre os Centros de Estudo da Ordem, através do intercâmbio de professores e frades especialistas em várias disciplinas relativas ao carisma, história e tradição da Ordem. Depois de alguma discussão, a moção foi votada e aprovada com alguns juxta modi.
À tarde, os Capitulares discutiram e votaram em alguns iuxta modi que haviam sido apresentados nos dias anteriores. O primeiro a ser aprovado dizia respeito a qualquer Província que fosse inferior ao número de quarenta frades professos solenes ou ao número de cinco fraternidades. Ordinariamente, deixará de cumprir as exigências de ser uma Província e entrará em uma fase de transição. Neste caso, o Ministro geral deve avançar para sua revitalização ou sua redefinição jurídica.

Outro modus iuxta dizia respeito à determinação da maneira específica de contribuir para a solidariedade dentro de uma Jurisdição. Esta escolha pertence ao Capítulo Provincial ou Custodial, ou ao Ministro Provincial com seu Definitório, ou ao Custódio com seu Definitório.
Um artigo foi então aprovado sobre o Assistente Internacional do M.I., um oficio mantido pelo Ministro Geral. Depois de consultar o seu Definitório, o Ministro geral pode nomear um frade como seu delegado para assistir a M.I.
Os Capitulares discutiram e aprovaram um texto alternativo para um artigo nos Estatutos Gerais que especificava certos aspectos da formação inicial e permanente. Maior foco deve ser colocado na doutrina social da Igreja e suas aplicações práticas, pastorais e homiléticas.
Os Capitulares discutiram e aprovaram outro texto alternativo nos Estatutos Gerais sobre projetos realizados pela Ordem e pelas Jurisdições. Estes devem sempre levar em consideração a prioridade de seguir a Cristo na vida fraterna e na formação.
Finalmente, um novo texto foi aprovado, permitindo que o Ministro geral, depois de consultar as Federações, nomeasse até sete irmãos religiosos professos solenes, que não são sacerdotes, como membros votantes no Capítulo Geral.

Frei Aurelio Ercoli, Cronista


HOMILIA

Nossa primeira leitura hoje é tirada do Segundo Livro dos Macabeus para celebrar o memorial dos mártires Charles Lwanga e seus companheiros. Fala da mãe e dos sete irmãos que morrem durante a perseguição de Antíoco Epifânio como mártires da fé. No Evangelho ouvimos Jesus dizer aos discípulos que eles terão problemas no mundo, mas que ele conquistou o mundo.
Ambas as leituras nos obrigam a ver as coisas de dois pontos de vista: o que está acontecendo e, num nível espiritual mais profundo, aquilo que está realmente acontecendo. Quando nos tornamos ocupados com nosso trabalho, embora seja bom e digno de elogios, e não olhamos para o nível mais profundo das coisas, então estamos perdendo o nível mais importante.
Um irmão que morre em um bunker de fome em Auschwitz, um santo que ama a Deus, ama seus vizinhos e até mesmo seus inimigos até a morte. Um frade que depois de muitos anos no cargo é convidado a assumir outro papel na comunidade que não envolve liderança, um frade que aceita a mudança como vontade de Deus e encontra sentido e valor naquilo que está fazendo. Um frade que não pode mais cuidar de si mesmo e deve ser ajudado por outros, um frade que aceita graciosamente a assistência de outros e redefine seu papel de dar aos irmãos uma oportunidade de expressar seu amor e serviço cuidando dele.

Tudo depende de como se olha para isso.

 
Indique a um amigo